Perguntas Frequentes

Participando do Desafio Estratégico Bain você irá vivenciar desafios semelhantes aos enfrentados pelos profissionais de uma consultoria estratégica. Com isso, você poderá desenvolver suas habilidades analíticas e de comunicação, ampliar seus conhecimentos sobre estratégia e gestão empresarial e conhecer pessoas com objetivos de carreira semelhantes aos seus. O Desafio também é uma ótima forma de conhecer mais sobre a carreira de consultoria e em especial sobre a Bain.
Alunos de qualquer período com matrícula ativa em qualquer curso universitário de graduação. É vedada a participação de alunos que integraram equipes campeãs de edições passadas do Desafio ou com vínculos com a Bain.
As equipes devem conter entre 3 e 4 participantes e um dos participantes deve ser definido como o líder. O líder representará a equipe durante todas as etapas do Desafio.
Se as inscrições ainda estiverem abertas, o líder da equipe poderá incluir um novo membro ou optar por continuar com uma equipe menor — desde que respeitado o mínimo de 3 integrantes. Se as inscrições tiverem sido encerradas, novos membros não poderão ser incluídos. Em ambas as situações, a equipe será desclassificada se a quantidade restante de participantes for menor que três. A desistência do líder implica na desclassificação da equipe.
O Desafio terá três etapas nas Regionais de Buenos Aires, Belo Horizonte, Cidade do México, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Santiago e quatro etapas em São Paulo.

A primeira etapa será uma prova online a ser realizada simultaneamente em todas as regiões.

São Paulo terá uma etapa Semifinal adicional, que ocorrerá em um sábado. Os 32 grupos selecionados na prova online serão reunidos e receberão todo o suporte para solucionar um problema estratégico até o final do dia. Dessa fase, passarão 8 equipes para a Final Regional de São Paulo. Para participar das Finais Regionais de Buenos Aires, Belo Horizonte, Cidade do México, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Santiago as 8 equipes serão selecionadas diretamente da prova online.

As Finais Regionais terão a duração de um final de semana. Na sexta-feira à noite, os participantes receberão um business case e perguntas a serem respondidas. No domingo, cada equipe apresentará presencialmente sua solução a uma banca de gerentes e sócios da Bain & Company. As 2 melhores equipes de São Paulo e Rio de Janeiro e a melhor equipe de Belo Horizonte, de Curitiba, de Florianópolis e de Porto Alegre estarão classificadas para a Final Latino-Americana, o que já garantirá o vale-entrevista a todos os seus integrantes.

Além destas equipes selecionadas nas seis finais regionais, duas equipes serão escolhidas na etapa de Buenos Aires, duas na de Santiago e uma na da Cidade do México.

A última etapa ocorrerá em um final de semana na cidade de São Paulo. Assim como nas fases anteriores, os grupos terão que desenvolver estratégias para agregar valor a uma empresa. Ao final do domingo, um único ganhador será eleito Campeão Latino-Americano do Desafio Estratégico Bain.

Em razão do maior número de inscritos em São Paulo, é necessário executar uma etapa adicional para permitir uma seleção mais apurada e justa dos grupos que passarão à Final Latino-Americana. É por esse motivo também que São Paulo não aceita inscrições de outros estados.
A Prova Online levará por volta de duas horas; a Semifinal de São Paulo, um dia; a Final Regional, um final de semana e a Final Latino-Americana, um final de semana. Durante a semana, não será necessário dedicar tempo ao Desafio Estratégico Bain.
São Paulo – Apenas alunos matriculados em universidades situadas no estado de São Paulo poderão se inscrever no estado. Demais regionais – Universitários dos outros Estados do Brasil (exceto São Paulo) podem optar por participarda Final Regional de sua preferência (exceto São Paulo) segundo termos do regulamento.
Sim! Incentivamos a diversidade de todas as formas, com universidades, cursos e gêneros distintos. Quanto mais diversa a equipe, melhores e mais ricas são as soluções encontradas para os desafios apresentados!

O único requisito é que os participantes devem estar regularmente matriculados em um curso de graduação e que seja respeitada a restrição regional para o estado de São Paulo (lembrando que o grupo pode conter alunos de escolas e localidades diferentes, desde que nenhum seja do estado de São Paulo. Ex.: alunos da USP de São Paulo? Não, tem unidades da USP fora de SP] podem formar um grupo com alunos da Unicamp, porém não podem formar um grupo com alunos da UFRJ; alunos da UFRGS podem formar um grupo com alunos da UnB, mas não podem formar um grupo com alunos da UFSCAR).

Toda comunicação será realizada pelo e-mail do líder cadastrado no sistema. Os resultados de cada uma das fases serão enviados ao e-mail do líder de cada equipe, que será responsável por transmitir as informações aos demais membros, além de divulgados na homepage do site do Desafio. Informações adicionais poderão ser encontradas na área restrita do site, onde os participantes também poderão enviar questões à organização do evento.
Os integrantes das equipes que participarem da Final Latino-Americana, caso tenham o interesse de participar do processo seletivo da Bain, serão encaminhados direto à fase de entrevistas. Os mesmos estarão desobrigados de participar das duas fases iniciais do processo (testes e dinâmica de grupo) devido à qualificação comprovada durante o Desafio.

Importante: se o candidato iniciar o processo tradicional da Bain (testes, dinâmicas, entrevistas) e for reprovado em algum etapa, fica terminantemente proibido o uso do vale-entrevista no mesmo ciclo de seleção. Ou seja, em caso de reprovação no processo tradicional, o candidato deverá esperar o próximo ciclo seletivo para utilizar seu vale-entrevista.

Caso o finalista ainda esteja nos primeiros anos do curso e, portanto, inapto para exercer atividade remunerada como estagiário ou efetivo, ele poderá postergar suas entrevistas por até dois anos. Depois desse prazo, o prêmio prescreve.

Sim, pode. A Bain sabe do problema que impacta as universidades federais e está flexibilizando esse requisito. Nesse caso específico, outros comprovantes podem ser considerados (ex.: matrícula no primeiro semestre, etc.).